Mostre-nos a visão das tuas lentes,
inscreva a sua produção no
Prêmio Rodolfo Lima Martensen

O Prêmio Universitário Rodolfo Lima Martensen é uma iniciativa da Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM-Sul, que tem por objetivo promover e incentivar a produção audiovisual universitária. Estão aptos a concorrer trabalhos de alunos dos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Design dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 

O evento acontecerá de 21 a 24 de maio de 2018 nas dependências da Escola. As inscrições para o prêmio estarão abertas de 16 de abril de 2018 a 18 de maio de 2018.

 

 

Obs: alunos de Universidades Públicas estão isentos da taxa de inscrição.

Inscrições prorrogadas até o dia 18 de maio.

Confira o regulamento do Prêmio aqui.

Confira aqui os finalistas

Cerimônia de Premiação às 18h - Prédio C

Vídeo experimental

Arthur Ferreira Deboni

Gabriel Ramos

Gabriel Sauer

Kevin Giombelli

Ellen da Silveira Porto

Maria Eduarda Bisogno Bervian

Julia Braun Purper

Marina Costa de Martins

Jéssica Aline Lubini Jaroszewski

Anderson Fagundes Puerari

Jorge Henrique Pippi Ferreira

Débora de Azevedo Lemos

Felipe Fabres

Rodrigo Acunha de Souza

 

Documentário radiofônico

Catharina Mendonça Signorini

Laura Paré Costa

Ícaro Matos Kropidloski

 Pedro Braga Sampaio

Diego de Andrade Nuñez

Camila Lara

Fernando Azambuja

Max Martins

Eduardo Pinzon

Diego Freitas Furtado

Aline Camargo

Fabiana Marsiglia Thomas

Juliana Sirio Irala

Juliano Castello Barañano

Paula Carneiro Schmitt

Eduardo Augusto Loro Pinzon

Luísa Meimes

 

Áudio Publicitário

Alice Fernanda Xavier

Thayna Hellen de Lima Grein

Natalia Machado Pompeu

Paula Eilert Tirelli

Isadora Viegas Cicognani

Emanuel Tavares de Aquino Costa

Antônio Brocker Junqueira

Augusto de Souza Andrade

Gabriel Antônio Garcias da Silva

Gilberto Joaquim de Melo

Liliane Pappen

Alexandre Luzia

Karolaine Severo Pereira

Mateus de Moura Maria

Matheus Zarpellon

Leonardo Mauer da Rosa

Amélia Marques Reis

Natália de Vargas Abruzzi

Bianca Schwanke

 

Filme publicitário

Alice Fernanda Xavier

Thayna Hellen de Lima Grein

Natalia Machado Pompeu

Paula Eilert Tirelli

Isadora Viegas Cicognani

Emanuel Tavares de Aquino Costa

Antônio Brocker Junqueira

Augusto de Souza Andrade

Gabriel Antônio Garcias da Silva

Jéssica Aline Lubini Jaroszewski

Mateus Camargo Fischer

Leonardo Coelho Altoé

Victoria de Moura Pires

 Matheus de Carvalho Motta

Anahi Stella Laran

Lucas Oliveira de Azambuja

Nicole Vedovatto B. dos Santos

Felipe Huf Cavalheiro

Gabrielle Calici

Manoela Moutinho

Rafael

Thaís Dalenogare

 

Documentário Jornalístico

Caroline de Mendonça Musskopf

João Henrique Mattos dos Santos

Eduardo Pinzon

Luana Nyland

Emily Mallorca Wagner

Luíza Buzzacaro Barcellos

Jordan Romano

André Pereira

Luísa Meimes

Jennyfer Siqueira

Rafael Moraes

Luíza Buzzacaro

Mauri Dornelles

Juliano Castello

Bharbara Hack

Rafael Reggiani de Moraes

Clarissa Pires Muller

Isabela Rabelo Tomain

Douglas Stadulni e Letícia Monteiro

Clarissa Müller

Isabela Tomain

Emily Mallorca

Lúcia Haggstrom

Guilherme Klafke

 

Rodolfo Lima Martensen

Rodolfo Lima Martensen foi um dos pioneiros Comunicação no Brasil. Com uma importante contribuição para o desenvolvimento e o ensino de publicidade e propaganda no país, Martensen foi um dos fundadores da ESPM. Começou como radialista, aos 16 anos, quando montou a Rádio Sociedade do Rio Grande, na sua cidade natal, Rio Grande (RS). Em 1931, em função de tratamento para tuberculose, mudou-se com a família para São Paulo. Na capital paulista atuou na redação e produção de programas da Rádio São Paulo. Em 1935, a convite do gerente de propaganda da Irmãos Lever no Brasil, Domingos Giorgetti, Martensen começou a produzir um programa na Rádio Difusora de São Paulo, para o lançamento da uma nova marca de sabonetes da empresa.

Nessa época, ele fundou a Cia. Royal de Rádio Produções, companhia independente dedicada à criação e à produção de programas radiofônicos. Com o sucesso do programa, Martensen tornou-se redator dos textos de propaganda da Lever e, em 1937, foi um dos responsáveis pela reabertura da Lintas (Lever International Advertising System), house agency da Unilever no Brasil. Seis anos depois assumiu o comando da Lintas.

 

Na década de 1950, Rodolfo Lima Martensen iniciou um novo desafio: o ensino da propaganda no país. Convidado por Pietro Maria Bardi, presidente do Museu de Arte de São Paulo (MASP) a montar um curso para o Instituto de Arte Contemporânea, mantido pelo museu, apresentou o projeto de uma escola profissionalizante de propaganda, com o apoio de Assis Chateaubriand, presidente dos Diários Associados. Assim nasceu a Escola de Propaganda do Museu da Arte de São Paulo, da qual Martensen foi diretor-presidente. Com o passar dos anos, a instituição cresceu e, em 1955, passou a se chamar Escola de Propaganda de São Paulo, atuando fora das dependências do museu. Em 1971, percebendo as transformações no mercado publicitário brasileiro e a necessidade de uma aposta maior da escola em marketing, Rodolfo Lima Martensen deixou o comando da escola. Sob a direção da Otto Hugo Scherb, a instituição muda de nome e passa a se chamar Escola Superior de Propaganda e Marketing.

 

 

 

Fonte: Dicionário Histórico-Biográfico da Propaganda no Brasil (2007).